Taxímetros / Autorização de Oficinas

Os seguintes requisitos devem ser atendidos pelas proponentes/permissionárias para o recebimento pelo Inmetro, por intermédio do IPEM-PR, da autorização para execução dos serviços de reparo e manutenção em Taxímetros.

 

DOCUMENTAÇÃO

A documentação estabelecida pela Portaria Inmetro 457/2021 deve ser encaminhada pela empresa interessada na autorização para fins de reparo e manutenção de instrumentos de medição regulamentados. As sociedades empresárias e não empresárias (sociedades simples) podem solicitar a permissão, a título precário, pelo prazo máximo de 1 (um) ano, podendo ser revogadas ou suspensas em qualquer ocasião.

Consultar

 

TIPO DO CERTIFICADO

PERIODICIDADE

01 (um) APARELHO MULTITESTE CALIBRAÇÃO 24 MESES
01 (um) CRONÔMETRO ANALÓGICO OU DIGITAL CALIBRAÇÃO 24 MESES
01 (um) MANÔMETRO SEM CERTIFICADO  
01 (uma) TRENA DE 20 m CALIBRAÇÃO 60 MESES

* com certificado de calibração de serviço acreditado pelo Inmetro.

A permissionária deve estar atenta quanto a validade dos certificados dos padrões usados e mantê-los sempre atualizados. Também fica responsável para encaminhar ao IPEM-PR os novos certificados sempre que houver um novo.

Os reparos e as manutenções devem ser realizados por técnicos cadastrados pelo órgão metrológico e com capacitação técnica comprovada e compatível com a atividade do escopo da autorização.

Detalhes

► As instalações físicas fixas com tamanho compatível com a atividade autorizada e que atenda as condições e necessidades para o desempenho dos serviços autorizados pelo IPEM/PR.

► Ferramentas adequadas e em boas condições, tais como: furadeira portátil, ferramentas de uso geral (chaves fixas, chaves de fenda, alicates), soldadores (dois), torno de bancada, materiais de consumo diverso (arame de lacração de três fios, lacre acrílico de cor azul fornecido pelo Inmetro, peças para reposição, etc.).

As empresas permissionárias devem utilizar o Portal PSIE para prestar contas dos serviços de reparo ou manutenção num prazo máximo de 20 (vinte) dias corridos.

Detalhes

Critérios específicos para Taxímetros

A oficina autorizada deve selar os taxímetros/mototaxímetros, conforme plano de selagem disposto na respectiva Portaria de aprovação de modelo do instrumento após sua instalação. (NIT-Disme-007 - 9.2.2.1)

A oficina autorizada deve afixar a marca de reparo após a instalação dos taxímetros/mototaxímetros, prestando conta do serviço no PSIE. (NIT-Disme-007 - 9.2.2.2)
O taxímetro/mototaxímetro retirado de serviço não deve implicar na prestação de contas. (NIT-Disme-007 - 9.2.2.3)

 

A atividade a ser realizada, descrita no contrato social, Certificado da Condição do Microempreendedor Individual (CCMEI) ou registro civil de pessoas jurídicas, deve estar compatível de forma que seja possível identificar a atividade de reparo e manutenção em instrumentos de acordo com o escopo pretendido.

CNAE 4520007 - Serviços de instalação, manutenção e reparação de acessórios para veículos automotores

Detalhes

PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 44, DE 27 DE JANEIRO DE 2017

 

Taxímetros ou Esfigmomanômetros - R$ 487,06

Demais atividades - R$ 765,38

O boleto no valor será fornecido após a entrega da documentação completa.

* valor da taxa conforme tabela de serviços do Inmetro

 

► A formalização da autorização e a auditoria de autorização ou para manutenção implicam no pagamento da taxa conforme subitem 9.1. (9.2 da Portaria Inmetro 457/2021)

► Atualização e redução de escopo não implicam na cobrança da taxa conforme subitem 9.1. (9.3 da Portaria Inmetro 457/2021)

► As ampliações de escopo implicam na cobrança da taxa conforme subitem 9.1. (9.4 da Portaria Inmetro 457/2021)

► A autorização ou manutenção da autorização não deve ser formalizada antes do pagamento das taxas devidas ao Inmetro. (9.5 da Portaria Inmetro 457/2021)

►► Escopo autorizado – Instrumento(s) de medição objeto(s) do presente regulamento, que foram autorizados, incluindo as características funcionais e o respectivo regulamento técnico metrológico aplicável. (1.10 da Portaria Inmetro 457/2021)

►► Ampliação de escopo autorizado – Inclusão de instrumento de medição com suas características funcionais e respectivo regulamento técnico metrológico aplicável. (1.11 da Portaria Inmetro 457/2021)

►► Redução de escopo autorizado – Exclusão de instrumento de medição com suas características funcionais e respectivo regulamento técnico metrológico aplicável. (1.12 da Portaria Inmetro 457/2021)

►► Atualização de escopo autorizado – Alteração das características funcionais de instrumentos de medição constantes no escopo já autorizado e/ou qualquer outra alteração que não caracterize uma ampliação ou uma redução de escopo autorizado. (1.13 da Portaria Inmetro 457/2021)

 

 

Legislação

Reparo e Manutenção de Instrumentos de Medição Regulamentados em Metrologia Legal - NIT-DICOL-002
  Periodicidade das Calibrações/Verificações para os Padrões de Medição Utilizados por Oficinas Autorizadas - NIT-DICOL-003
Portaria/INMETRO 84, de 01/06/1990
Portaria/INMETRO 201, de 21/10/2002
 
atualizado em 01/12/2021