IPEM-PR fiscaliza bombas de combustíveis no Noroeste do Estado
10/05/2022 - 11:06

O Instituto de Pesos e Medidas do Paraná, através da Regional de Maringá, sob o comando do gerente Michel Ravazi, fiscalizou 477 bicos de bombas de combustíveis líquidos, durante o mês de abril, em municípios do Noroeste do Estado, nas cidades de Cianorte, Cruzeiro do Oeste, Iporã, Rancho Alegre do Oeste, Mariluz, Perobal, Alto Piquiri, Quarto Centenário e Goioerê.

Durante a fiscalização foram reprovados 136 bicos, sendo que 24 foram autuadas, o que representou 5% das bombas fiscalizadas. Segundo o gerente Michel Ravazi, as bombas autuadas foram interditadas, não podendo fornecer combustível para os consumidores até a regularização, que deverá se feita por permissionário autorizado pelo IPEM-PR, dentro das regras do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia – Inmetro.

A irregularidade mais grave encontrada pelos agentes do IPEM-PR foi um instrumento que estava fornecendo 2,5% de produto a menos ao consumidor, sendo que o tolerado pela legislação do Inmetro é de 0,3% contra o consumidor. Neste caso, num volume de 20 litros, a bomba de combustível fornecia 500ml a menos. O instrumento ficou interditado até sua regularização.

Os instrumentos que foram autuados deverão passar por processo administrativo, com direito à defesa, e receberão multas que podem variar entre R$ 100,00 a R$ 1,5 milhão, dependendo do prejuízo causado ao consumidor, reincidência, entre outros fatores.

O IPEM-PR fiscalizou, em todo Estado, 18.161 bicos de bombas de combustíveis líquidos no ano de 2021, incluindo verificações inicial, periódica e após reparo.

Verifique ao abastecer: Na hora de abastecer o veículo, primeiro é preciso estar atento ao preço do litro do combustível que deve estar claro no visor da bomba. O marcador da quantidade de litros e preço na bomba devem partir do zero para iniciar o abastecimento.

O consumidor deve verificar a presença de lacres azuis com a marca de Inmetro nas bombas, e um selo de aprovado pelo Inmetro, além de acompanhar o abastecimento até o final. Por fim, pedir a nota fiscal, pois essa é a garantia para futuras reclamações.

Caso o consumidor fique em dúvida quanto à quantidade de combustível colocada no tanque do seu veículo poderá solicitar ao frentista a verificação da quantidade com a utilização da medida de volume de 20 litros, que o posto deve disponibilizar com o selo de aprovado e o lacre do Inmetro, e realizar a prova volumétrica. Lembrando que o erro permitido contra o consumidor é de apenas 60 ml em 20 litros.

Denúncias - Irregularidades podem ser denunciadas à Ouvidoria do IPEM-PR, pelo e-mail - ouvidoria@ipem.pr.gov.br, ou através do site www.ipem.pr.gov.br, no link “Ouvidoria”, ou pelo 0800 645 0102, que funciona das 8 h às 12 h, e das 13h às 17 h de segunda a sexta-feira.

GALERIA DE IMAGENS