Equipe da Regional de Maringá verifica 31 radares na cidade
11/01/2022 - 16:13

Entre os dias quatro e sete de janeiro, a equipe da Regional de Maringá, do Instituto de Pesos e Medidas do Paraná, verificou 31 medidores de velocidade de veículos automotores instalados nas ruas da cidade de Maringá. Mais conhecidos como radares, esses instrumentos monitoram 62 faixas de rodagem. Todos os instrumentos foram aprovados.

O gerente da Regional de Maringá, Michel Ravazi, disse que o IPEM-PR fiscaliza anualmente todos os medidores de velocidade instalados no Estado, que são submetidos à verificação de caráter obrigatório. As equipes espalhadas por todo o Estado, contando com o trabalho das outras Regionais nas cidades de Londrina, Cascavel e Guarapuava, além da sede em Curitiba, verificam a exatidão das medições efetuadas por estes equipamentos em cada uma das faixas de rodagem, segundo normas estabelecidas pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia – Inmetro.

Ravazi explicou ainda que caso os radares sofram alguma manutenção ou reparo, ou sejam transferidos de um local para outro, esses instrumentos devem passar por nova verificação eventual dos técnicos do IPEM-PR, órgão delegado do Inmetro no Estado, que recebeu essa incumbência através de convênio.

As ações receberam o apoio do Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana da Prefeitura de Maringá, e da empresa que faz a manutenção dos radares na cidade.

Ensaios nas faixas de rodagem - As verificações metrológicas são realizadas obrigatoriamente a cada doze meses. No processo a equipe do Instituto utiliza uma viatura oficial do IPEM-PR, dotada de medidor de velocidade de alta precisão previamente calibrado (padrão). Os ensaios são realizados em cinco velocidades diferentes. Após a passagem da viatura pelo medidor, os resultados registrados pelo seu sistema fotográfico são confrontados com os resultados obtidos pelo padrão do IPEM-PR.

Os medidores aprovados recebem um laudo técnico com validade para um ano. Se forem reprovados, a empresa responsável pelo medidor é autuada e o equipamento é interditado, até que se resolva o problema e passe por nova verificação.

Vale lembrar que para as multas emitidas em função dessas medições serem legítimas, o medidor de velocidade precisa ter sido verificado e aprovado pelo IPEM-PR, e estar dentro do prazo de validade. Para saber se o medidor de velocidade está dentro da validade, acesse o Portal de Serviços do Inmetro nos Estados (PSIE). Acesse https://tinyurl.com/yas4uvds .

GALERIA DE IMAGENS