Notícias

26/07/2019

RECAS verificou 132 taxímetros de Cascavel

A Regional do Instituto de Pesos e Medidas do Paraná em Cascavel - RECAS verificou, durante os dias 15 a 19 de julho, os taxímetros utilizados em veículos que fazem o trasnporte de passageiros naquela cidade. No período, foram verificados 132 instrumentos, embora a cidade conte com 138 táxis, mas estes que faltaram justificaram a ausência, e devem realizar a verificação em data posterior.

Segundo o gerente da Regional de Cascavel, Francisco Bessa, as verificações foram realizadas na estrada vicinal que liga o município de São João com a cidade de Cascavel, “porque a RECAS está instalada no Distrito Industrial, às margens da BR 277, não sendo possível utilizar para os testes. Assim, optamos por um local com tráfego menor e próximo à Regional, mas que conta com asfalto para a realização dos testes nesses veículos”, explicou o gerente Bessa.

A verificação periódica dos taxímetros é realizada anualmente, com a finalidade de constatar se o preço registrado pelo instrumento corresponde ao trajeto percorrido pelo veículo, tomando por base a distância e o tempo gasto.

Essa fiscalização por parte do IPEM-PR, que realiza todos os serviços de competência do INMETRO no Estado, colabora na proteção ao consumidor e também ao prestador do serviço, pois garante a veracidade do valor que é cobrado através da indicação do taxímetro.

Sob o ponto de vista do taxista, esse procedimento elimina a concorrência desleal e o uso da tabela contendo o reajuste de preço, garantindo maior confiança para o profissional no momento da cobrança pela corrida junto ao consumidor.

Anualmente, o taxista deve fazer a verificação periódica do taxímetro. O agendamento do procedimento pode ser realizado acessando o site do IPEM-PR: www.ipem.pr.gov.br - “Serviços”, “Agendamento Taxímetros”, para facilitar os proprietários, que podem escolher uma data dentro do período estipulado. O não comparecimento do veículo para verificação do taxímetro é motivo de autuação.

Procedimento para verificação do taxímetro – Durante o procedimento de verificação do taxímetro, o metrologista confere o selo do lacre do taxímetro, as marcas de verificação do INMETRO, se algum dígito está queimado, se os dados do veículo conferem com o Certificado cedido pelo INMETRO. Após, o metrologista simula corridas com o taxista na bandeira 1 e na bandeira 2, por uma pista pré-demarcada, que seguem as definições do INMETRO. Se aprovado, é colocada a marca de verificação no instrumento e o taxista recebe o Certificado.

Em caso de reajuste de tarifas ou alguma manutenção no taxímetro, primeiro os taxistas devem comparecer a uma das oficinas credenciadas junto ao IPEM-PR e INMETRO para alterar a tarifa ou manutenção do aparelho. Posteriormente, devem dirigir-se para os ensaios metrológicos na pista.

Passageiros – O consumidor que utilizar o táxi deve observar a presena do lacre do INMETRO, que impede o acesso à regulagem do aparelho, e do selo do INMETRO com a frase “Verificado até 2020”.

 OUVIDORIA IPEM-PR – Em caso de dúvida, ou para fazer alguma denúncia, o cidadão deve entrar em contato com a Ouvidoria do IPEM-PR, por meio do telefone 0800 645 0102, de segunda a sexta, de 8h às 12h e 13h às 17h, ou através do site do Ipem-PR: www.ipem.pr.gov.br, no link “Ouvidoria”.

Fonte: Assessoria de Comunicação IPEM-PR

Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem