Notícias

14/06/2019

IPEM-PR verifica taxímetros de veículos de Curitiba

O Instituto de Pesos e Medidas do Paraná está fazendo a verificação periódica dos taxímetros instalados em veículos de aluguel, utilizados para o transporte de passageiros no município de Curitiba. Esse trabalho teve início no dia 13 de maio, e tem encerramento previsto para o dia 31 de julho. Até hoje (14) foram verificados 1.128 veículos, dos 2.949 táxis cadastrados junto à Companhia de Urbanização Curitiba S.A. - URBS.

O presidente do IPEM-PR, Rubico Camargo, explica que o objetivo da verificação é constatar se o preço registrado pelo taxímetro corresponde, com base na distância e no tempo gasto, ao trajeto percorrido pelo veículo. Para Rubico, “a verificação é importante tanto para o consumidor quanto para o taxista. No caso do passageiro, a verificação garante a veracidade do valor que está sendo cobrado através da indicação do taxímetro. Para o taxista, elimina a concorrência desleal e o uso da tabela contendo o reajuste de preço, demonstrando confiança para o profissional no momento de realizar a cobrança do consumidor”, relata o presidente do IPEM-PR.

Anualmente, o taxista deve fazer a verificação periódica do taxímetro. O agendamento do procedimento pode ser realizado acessando o site do IPEM-PR: www.ipem.pr.gov.br - “Serviços”, “Agendamento Taxímetros”, para facilitar os proprietários, que podem escolher uma data dentro do período estipulado. E bom lembrar que o não comparecimento do veículo para verificação do taxímetro é motivo de autuação.

Segundo dados registrados pelo IPEM-PR, em 2017 foram verificados 2.992 taxímetros. No ano seguinte, 2018, foram 2.891. Essa redução, segundo o gerente de Verificação Metrológica, José Roberto Barcellos, pode ser explicada pelo Decreto nº 100/2018, da Prefeitura Municipal de Curitiba, que aprovou alterações no Regulamento dos Serviços de Transporte Individual de Passageiros – Táxi, que ampliou o tempo de paralisação dos serviços de táxi pelo prazo máximo de 24 meses.

 

Documentos obrigatórios - Para a verificação subsequente periódica, o taxista deve apresentar no momento da chegada à pista na Rua José Gulin, no Bacacheri, o Certificado do Veículo (CRVL), o último Certificado de Verificação Metrológica, o Álvara/Permissão da PMC e a Guia de Recolhimento da União (GRU), que pode ser emitida através do site do IPEM-PR, acompanhada do comprovante de pagamento. Para os veículos que utilizam GNV, devem apresentar também o Certificado de Segurança Veicular, dentro da validade prevista no Certificado.

 

Procedimento para verificação do taxímetro – Durante o procedimento de verificação do taxímetro, o metrologista confere o selo do lacre do taxímetro, as marcas de verificação do INMETRO, se algum dígito está queimado, se os dados do veículo conferem com o Certificado cedido pelo INMETRO. Após, o metrologista simula corridas com o taxista na bandeira 1 e na bandeira 2, por uma pista pré-demarcada, que seguem as definições do INMETRO. Se aprovado, é colocada a marca de verificação no instrumento e o taxista recebe o Certificado.

Em caso de reajuste de tarifas ou alguma manutenção no taxímetro, primeiro os taxistas devem comparecer a uma das oficinas credenciadas junto ao IPEM-PR e INMETRO para alterar a tarifa ou manutenção do aparelho. Posteriormente, devem dirigir-se para os ensaios metrológicos na pista.

 

OUVIDORIA IPEM-PR – Em caso de dúvida, ou para fazer alguma denúncia, o cidadão deve entrar em contato com a Ouvidoria do IPEM-PR, por meio do telefone 0800 645 0102, de segunda a sexta, de 8h às 12h e 13h às 17h, ou através do site do Ipem-PR: www.ipem.pr.gov.br, no link “Ouvidoria”.

Fonte: Assessoria de Comunicação IPEM-PR

Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem