Notícias

13/03/2019

Alerta IPEM-PR: Esfigmomanômetros devem ser verificados anualmente

Durante fiscalização da Regional do IPEM em Cascavel, no início de março, nas unidades de saúde da rede pública do município de Matelândia, os agentes verificaram 22 aparelhos de pressão arterial, esfigmomanômetros, utilizados pelos profissionais que fazem o atendimento nessas unidades, no Oeste de Estado.

Segundo o gerente da Regional de Cascavel, Francisco Bessa, doze instrumentos foram reprovados por apresentaram problemas como a mangueira com rachaduras e/ou ressecadas, as braçadeiras sem fechos, entre outros problemas encontrados, que acabam prejudicando a leitura correta da pressão arterial do paciente.

O presidente do IPEM-PR, Rubico Camargo, explica que o objetivo da verificação dos esfigmomanômetros é garantir que o equipamento funcione corretamente, e não acabem informando dados equivocados àqueles que o utilizam. “A verificação desses instrumentos é de extrema importância, pois se a medição do equipamento não estiver correta pode haver pessoas que estão sendo orientadas a tomar medicamentos, quando na verdade não precisam, ou deixando de tomá-los”, afirmou o presidente.

A verificação dos esfigmomanômetros é obrigatória, segundo Portarias do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia – INMETRO, e deve ser feita regularmente, uma vez por ano, pelos órgãos delegados nos Estados. No Paraná é no Instituto de Pesos e Medidas, em Curitiba e nas Regionais em Londrina, Maringá, Cascavel e Guarapuava, que realiza esse serviço, ou pelas empresas cadastradas pelos institutos. Essa verificação tem como finalidade garantir a confiabilidade das medições, e como consequência, resguardar a saúde do cidadão.

Nos casos em que o instrumento é reprovado, o equipamento deve ser encaminhado para o reparo a uma oficina credenciada pelo IPEM-PR/INMETRO. Após o conserto, deve ser novamente conferido, se aprovado é emitido o laudo e afixada a marca de verificação do exercício para o ano subsequente. Esta marca pode ser conferida pelo cidadão. Em caso da não existência dela, ou estiver presente de anos anteriores, deve solicitar a utilização de um esfigmomanômetro com a marca atualizada.

 

Esfigmomanômetros regularizados é um dever! - O alerta é feito principalmente aos profissionais da área médica, hospitais, clínicas, academias, faculdades e ao próprio consumidor que, nos dias atuais, costuma ter o aparelho em casa. Vale ressaltar, que os aparelhos de medir pressão, eletrônicos, de uso residencial também devem ser verificados.

O esfigmomanômetro mede a pressão arterial, sinal vital do ser humano e por isso, assume um importante papel para a elaboração de diagnósticos médicos. Um diagnóstico impreciso pode levar a erros em tratamentos como o da hipertensão, por exemplo.

Qualquer profissional da saúde ou cidadão pode levar seu aparelho à sede do IPEM-PR para verificação ou solicitar a visita de um técnico. Esses serviços têm taxas diferenciadas.

O IPEM-PR é o órgão delegado que realizada todos os serviços do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia – INMETRO no Estado.

OUVIDORIA IPEM-PR – Em caso de dúvida, ou para fazer alguma denúncia, o cidadão deve entrar em contato com a Ouvidoria do IPEM-PR, por meio do telefone 0800 645 0102, de segunda a sexta, de 8h às 12h e 13h às 17h, ou através do site do Ipem-PR: www.ipem.pr.gov.br, no link “Ouvidoria”.

Fonte: Assessoria de Comunicação IPEM-PR

Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem