Notícias

25/09/2020

IPEM-PR faz calibração das balanças do corredor de exportação no Porto de Paranaguá

O Instituto de Pesos e Medidas do Paraná realiza semestralmente o ensaio das 44 balanças de fluxo do Porto de Paranaguá, dando maior credibilidade e segurança nos volumes exportados através dos portos do Paraná.

Os Portos de Paranaguá e Antonina já movimentaram neste ano 38,67 milhões de toneladas. As exportações somam 25,4 milhões de toneladas e representam 65,8% do total movimentado no período. Em 2020, até o momento, as importações chegaram a 13,2 milhões de toneladas. Quase 67% das cargas movimentadas nos portos de Paranaguá e Antonina, no mesmo período, foram graneis sólidos. O volume dos produtos de importação e exportação do segmento ultrapassa 25,78 milhões de toneladas.

O gerente de Calibração e Ensaios do IPEM-PR, Carlos Alexandre Brero de Campos, ressalta a importância do trabalho da equipe do Instituto, que realiza o ensaio das balanças de fluxo utilizadas na exportação e importação de produtos, para avaliar se os equipamentos estão fazendo a pesagem correta. Assim, o IPEM-PR participa do processo dando credibilidade ao nosso corredor de exportação.

Carlos Alexandre deu um exemplo com a exportação de soja, que bateu recorde esse ano no Estado segundo dados do Porto de Paranguá, “o exportador deve poder contar com a confiabilidade metrológica dos seus instrumentos de medição para garantir que a quantidade correta do produto seja embarcada, preservando a confiança do comprador sobre nossos produtos, sejam eles agrícolas ou não”, mostrou o gerente do IPEM-PR.

Segundo dados do Porto de Paranaguá, o Paraná é o grande porto do agronegócio brasileiro, sendo o primeiro do país em exportação de óleo vegetal e frango congelado, o segundo em exportação de soja, farelo, açúcar, papel, carne e álcool. Tem, ainda, a melhor produtividade para desembarque de fertilizante, além de ser destaque na movimentação de contêineres e veículos.

“Daí a importância em garantir que essas balanças estejam medindo corretamente, disse o gerente, serviço que é da responsabilidade do IPEM-PR no Estado, como órgão delegado do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia – Inmetro”, disse o gerente.

Carlos Alexandre acrescentou que a fiscalização dos equipamentos é realizada semestralmente. Além disso, as balanças devem passar por nova avaliação após um equipamento passar por algum reparo, ou sofrido alguma manutenção, explicou do gerente. O que é realizado prontamente pelos técnicos do IPEM-PR, para dar maior agilidade nesse processo de exportação e importação de produtos pelos Portos do Paraná, finalizou o gerente de Calibração e Ensaios.

Fonte: Assessoria de Comunicação IPEM-PR

Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem