Notícias

20/07/2020

Inmetro autoriza utilização de componentes com novas tecnologias para os sistemas de GNV

Como parte do processo de modernização do seu escopo regulatório, o Inmetro publicou portaria com a revisão parcial e atualização do texto que regulamenta os principais componentes utilizados nos sistemas de gás natural veicular (GNV). Assim, o Instituto permite que as tecnologias já disponíveis no mercado, inclusive no âmbito do Mercosul, sejam comercializadas no País, ampliando as alternativas para o consumidor e incentivando as inovações.

Os sistemas de GNV instalados no País poderão usar tubos flexíveis para a condução de gás a alta pressão e válvulas de cilindros de GNV com dispositivo de alívio de pressão por bulbo de vidro. Essas são duas importantes alterações promovidas pela Portaria nº 233, de 28 de junho de 2020, publicada no último dia 13, revisando parcialmente e atualizando o texto das portarias 257/2002 e 417/2007.

Trata-se de duas tecnologias que chegam ao Brasil, mas que já são usadas com sucesso em outros países, e que poderão ser utilizadas em projetos que estão em andamento, beneficiando a frota nacional.  “Esse é um ponto importante da Portaria nº 233, que é permitir a incorporação de novas tecnologias que garantam a mesma segurança aos usuários. O regulamento vigente é antigo e não permitia essas tecnologias”, explica Carlos Eduardo Monteiro, técnico que atua sobre a regulamentação do Inmetro relativa a componentes do sistema de GNV.

Fonte: Assessoria de Comunicação INMETRO

Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem