Notícias

05/11/2019

Regional de Cascavel registra aumento na verificação inicial de caminhão-tanque

A Regional de Cascavel, do Instituto de Pesos e Medidas do Paraná, registrou um aumento significativo, durante o ano de 2019, no serviço de verificação inicial da capacidade volumétrica de caminhões-tanque, que transportam combustíveis líquidos até os postos de revenda. Essa verificação é compulsória, determinada pelo CONTRAN e normatizada pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

Em 2018, a Regional de Cascavel, sob o comando do gerente Francisco Irandyakist Bessa, realizou 675 verificações iniciais em caminhões-tanque, e até o mês de outubro deste ano já foram realizadas 839 verificações. O comparativo para o mês de março, por exemplo, em 2018 foram realizadas seis verificações, e em 2019 foram verificados 82 caminhões-tanque, que representa um crescimento de 1.266,7%.

Para o gerente Bessa, esse movimento pode se justificar em função do fechamento de alguns postos de verificação nos estados vizinhos ao Paraná, “porque recebemos veículos de empresas de Santa Catarina e outros do Rio Grande do Sul, para a realização da verificação inicial”. Bessa disse ainda que a Regional ainda não avaliou os resultados desse movimento em relação às verificações periódicas, que são realizadas a cada dois anos.

A verificação volumétrica de um caminhão-tanque tem o objetivo de atestar a capacidade do tanque, porque quando o dono de um posto de combustível encomenda à distribuidora vinte mil litros de gasolina, por exemplo, e empresa escolhe um caminhão cujo tanque comporte vinte mil litros, emitindo uma nota fiscal com o respectivo valor e indicação do volume. Quando chega no posto, a conferência é realizada mediante a apresentação das notas, mas o volume que o caminhão-tanque comporta é atestado pelo IPEM-PR, através da emissão do Certificado de Verificação de Veículo Tanque Rodoviário, que deve ser exigido pelo proprietário do posto, dentro da sua validade.

Verificação de um caminhão-tanque – Os técnicos do IPEM-PR conferem a capacidade do tanque através de um equipamento instalado na Regional, com um reservatório de água, que é colocada nos compartimentos do caminhão-tanque que está passando pela verificação. O volume de água colocado no tanque é medido com precisão por meio de um medidor volumétrico calibrado, que determina o volume do compartimento avaliado.

A água que foi colocada no caminhão-tanque é retirada e volta para o reservatório, depois de passar por um tratamento adequado, para que não polua outros veículos que passam por verificação. Essa água também não é descartada, passando por processos que preservam o meio ambiente. O sistema da Regional de Cascavel é um dos poucos no país que conta com a Licença de Operação do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), sendo uma referência para outros estados.

O IPEM-PR conta também com as unidades de verificação de caminhão-tanque em Maringá e Curitiba. A verificação de vagão-tanque é realizada nas Regionais de Cascavel e de Curitiba. As verificações são realizadas como “inicial”, “periódica” e “após reparo”. Em 2018 foram realizadas em Cascavel 3.167 verificações periódicas, e em 2019 já foram realizadas 3.099 verificações periódicas até o mês de outubro.

Fonte: Assessoria de Comunicação IPEM-PR

Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem