Notícias

18/06/2019

Regional de Cascavel fiscaliza Cronotacógrafos em perímetro urbano

A equipe da Regional de Cascavel do Instituto de Pesos e Medidas do Paraná, sob o comando do gerente Francisco Bessa, e a participação de metrologistas e auxiliares, fiscalizaram cronotacógrafos entre os dias 11 e 12 de junho, no perímetro urbano daquela cidade. Foram fiscalizados 301 veículos que têm a obrigatoriedade de uso do instrumento, sendo que 48 foram notificados, com auto de infração, por apresentarem irregularidade no cronotacógrafo.

Segundo o gerente da Regional de Cascavel, Francisco Bessa, a operação faz parte do conjunto de ações do IPEM-PR que acontecem em todo o Estado, “assim como em Cascavel, nas outras Regionais de Maringá, Londrina, Guarapuava, e na sede em Curitiba, a fiscalização de cronotacógrafos é uma constante, por uma questão de segurança da sociedade. Além de ser uma das diretrizes do presidente do Instituto, Rubico Camargo”, esclareceu o gerente.

A ação contou com o apoio da Companhia de Engenharia de Transporte e Trânsito de Cascavel. A partir da autuação os responsáveis pelos veículos têm o prazo de até 10 dias úteis para apresentar defesa junto ao IPEM-PR.
A operação tem a finalidade de identificar, no caso dos cronotacógrafos, se os instrumentos estão de acordo com a legislação vigente e se há irregularidades como ausência de lacre e Certificado de Verificação emitido pelo IPEM-PR, que tem validade pelo período de dois anos.
O cronotacógrafo registra informações muito importantes, como o percurso, se o motorista respeita os limites de velocidade e também a distância percorrida. O cronotacógrafo registra ainda o tempo de condução e descanso do motorista. Esses dados, se devidamente validados com a documentação em dia, podem ser utilizados como prova legal em caso de acidentes.
Obrigatório em todos os veículos de transporte, com peso bruto acima de 4.536 kg ou com capacidade para mais de dez passageiros, o cronotacógrafo é fundamental para a segurança nas estradas, sendo considerado a “caixa preta” de caminhões, ônibus e vans escolares.

Como funciona o Cronotacógrafo - O cronotacógrafo contém um disco diagrama de papel ou fita que deve ser trocado a cada 24 horas ou a cada sete dias, conforme o modelo do instrumento, e que guarda os dados de distância percorrida pelo veículo, limites de velocidade e tempo de direção do motorista.
Para obter o Certificado de Verificação do Cronotacógrafo, o proprietário do veículo deve passar por duas etapas: lacrar o equipamento em uma oficina autorizada pelo fabricante e credenciada pelo INMETRO e passar por posto de ensaio autorizado para verificar se o instrumento está adequado à legislação.
Os ensaios metrológicos são enviados para que o IPEM-PR faça as análises do relatório e disco de ensaio e, no caso de aprovação, emita o Certificado de Verificação, válido por dois anos em todo o território nacional. O IPEM-PR executa todos os trabalhos de competência do INMETRO no Estado.

Fonte: Assessoria de Comunicação IPEM-PR

Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem