Notícias Regional de Guarapuava autua veículos com cronotacógrafos irregulares 31/01/2018

A equipe de fiscalização da Regional de Guarapuava, do Instituto de Pesos e Medidas do Paraná, comandada pelo gerente José Nael dos Anjos, realizou, nos dias 18 e 19 de janeiro, fiscalização de cronotacógrafos junto ao Posto da Polícia Rodoviária Federal, localizado na BR 277, em Guarapuava.

Durante a ação foram fiscalizados 113 veículos, sendo 23 instrumentos reprovados, que tiveram os termos de ocorrência emitidos. A partir da autuação os responsáveis pelos veículos têm o prazo de até 10 dias úteis para apresentar defesa junto ao Ipem-PR. De acordo com a lei federal 9.933/99, as multas podem chegar a R$ 1,5 milhão. Em caso de reincidência, o valor da multa pode dobrar.

O gerente da Regional, Nael dos Anjos, disse que as notificações foram emitidas contra os veículos que estavam com os cronotacógrafos em desacordo com a legislação vigente. Os veículos que estavam com o Certificado de Verificação vencido ou sem este documento também foram autuados. “A ausência de lacre também é uma irregularidade passível de multa”, alertou o gerente Nael.

O presidente do Ipem-PR, Oliveira Filho, tem orientado os gerentes das Regionais do Ipem em Cascavel, Maringá, Londrina, Guarapuava e também na sede em Curitiba, a realizarem frequentemente a fiscalização de cronotacógrafos nas estradas do Estado, principalmente nesse período de férias, quando a incidência de acidentes cresce, segundo dados das Polícias Rodoviárias.

Oliveira disse que “precisamos intensificar a fiscalização nas rodovias que cortam o Estado, pois este instrumento devidamente certificado garante ao condutor, ao proprietário e aos agentes de trânsito dados precisos e confiáveis sobre a condução dos veículos, como a distância percorrida, tempo de parada e velocidade desenvolvida. Daí a importância de intensificarmos a fiscalização dos tacógrafos, que é uma espécie de ‘caixa preta’ do veículo”, explicou o presidente do Ipem-PR.

Como funciona o cronotacógrafo - O instrumento contém um disco diagrama de papel ou fita que deve ser trocado a cada 24 horas ou a cada sete dias, e que guarda os dados de distância percorrida pelo veículo, limites de velocidade e tempo de direção do motorista.

Também conhecido como “tacógrafo”, indica e registra dados importantes sobre a condução dos veículos, como a distância percorrida, tempos de parada, direção e velocidade desenvolvida.

O instrumento tem seu uso obrigatório em veículos de transporte escolar ou de passageiros com mais de 10 lugares; de carga com peso bruto total superior a 4.536 kg; transporte de produtos perigosos e tratores de roda, esteira ou misto que desenvolvam velocidade acima de 60 km/h.

Além do uso obrigatório, deve passar por verificação metrológica realizada por postos autorizados pelo Inmetro no Estado.

OUVIDORIA IPEM-PR – Em caso de dúvida, ou para fazer alguma denúncia, o cidadão deve entrar em contato com a Ouvidoria do Ipem-PR, por meio do telefone 0800 645 0102, de segunda a sexta, de 8h às 12h e 13h às 17h, ou através do site do Ipem-PR: www.ipem.pr.gov.br, no link “Ouvidoria”.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa - IPEM-PR

Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem